Página inicial



A Essência do conhecimento consiste em aplicá-lo, uma vez possuído - Confúcio.


Esta página destina-se aos meus alunos. 


Com ela pretendo contribuir par o seu sucesso pessoal e profissional.                                                                                 

E lembrem-se:

Só há um lugar onde sucesso aparece antes de trabalho: no Dicionário!

     



                     
                                                                                                                                                                                                                                                                                                     




A «conferência» de Bill Gates

Convidado para discursar numa escola secundária, Bill Gates falou do modo como a "política educativa de vida fácil para as crianças" tem criado uma geração que não tem a noção da realidade e como esta política tem levado as pessoas a falharem nas suas vidas profissionais, depois de saírem da escola. Foi muito conciso: todos esperavam que ele fosse fazer um discurso de uma hora ou mais, mas Bill Gates levou menos de cinco minutos para dizer o que queria; conta-se que foi aplaudido durante mais de 10 minutos.


Onze regras que os estudantes não aprendem na escola



1. A vida não é fácil, acostumem-se a isso.

2. O mundo não está preocupado com a vossa auto-estima. O mundo espera que vocês façam alguma coisa de útil por ele, antes que vocês se sintam bem convosco próprios.

3. Vocês não vão ganhar 5.000 dólares por mês assim que saírem da universidade. Vocês não serão directores de uma empresa com carro e telefone à disposição, sem que antes tenham conseguido comprar o vosso próprio carro e telefone.

4. Se vocês acham que os vossos professores são exigentes, esperem até terem um chefe. Ele não vai ter pena de vocês.

5. Vender jornais velhos ou trabalhar nas férias não está abaixo da vossa posição social. Os vossos avós têm uma palavra diferente para isso: chamam-lhe oportunidade.

6. Se vocês fracassarem, a culpa não é dos vossos pais. Por isso não os culpem dos vossos erros; aprendam com eles.

7. Antes de vocês nascerem, os vossos pais não eram tão críticos como agora. Eles só ficaram assim por pagar as vossas contas, lavar as vossas roupas e ouvir-vos dizer que eles são ridículos (vulgo «cotas»). Antes de quererem salvar o planeta para a próxima geração, desejando reparar os erros da geração dos vossos pais, tentem limpar o vosso próprio quarto.

8. A vossa escola pode ter eliminado a distinção entre vencedores e vencidos, mas a vida não é assim. Nalgumas escolas vocês chumbam mais de um ano e têm tantas oportunidades quantas forem precisas até passar. Isto não tem nada a ver com a vida real. Se pisarem o risco, são despedidos... Por isso, façam bem à primeira!

9. A vida não é dividida em trimestres ou semestres. Vocês não terão sempre os Verões livres e é pouco provável que os outros empregados vos ajudem a cumprir as vossas tarefas no final de cada período.

10. A televisão não é a vida real. Na vida real, as pessoas têm que largar o bar e o café e ir trabalhar.

11. Sejam simpáticos com os "nerds" (estudiosos) - aqueles estudantes que muitos julgam que são uns idiotas. Existe uma grande probabilidade de vocês, um dia, virem a trabalhar para eles.



Carta atribuída a Abraham Lincoln enviada ao professor do seu filho
                                                                 
"Caro professor, ele terá de aprender que nem todos os homens são justos, nem todos são verdadeiros, mas por favor diga-lhe que, para cada vilão há um herói, que para cada egoísta, há também um líder dedicado, ensine-lhe por favor que para cada inimigo haverá também um amigo, ensine-lhe que mais vale uma moeda ganha que uma moeda encontrada, ensine-o a perder, mas também a saber gozar da vitória, afaste-o da inveja e dê-lhe a conhecer a alegria profunda do sorriso silencioso, faça-o maravilhar-se com os livros, mas deixe-o também perder-se com os pássaros no céu, as flores no campo, os montes e os vales.

Nas brincadeiras com os amigos, explique-lhe que a derrota honrosa vale mais que a vitória vergonhosa, ensine-o a acreditar em si, mesmo se sozinho contra todos.
Ensine-o a ser gentil com os gentis e duro com os duros, ensine-o a nunca entrar no comboio simplesmente porque os outros também entraram.

Ensine-o a ouvir todos, mas, na hora da verdade, a decidir sozinho, ensine-o a rir quando estiver triste e explique-lhe que por vezes os homens também choram.

Ensine-o a ignorar as multidões que reclamam sangue e a lutar só contra todos, se ele achar que tem razão.
Trate-o bem, mas não o mime, pois só o teste do fogo faz o verdadeiro aço, deixe-o ter a coragem de ser impaciente e a paciência de ser corajoso.

Transmita-lhe uma fé sublime no Criador e fé também em si, pois só assim poderá ter fé nos homens.

Eu sei que estou pedindo muito, mas veja o que pode fazer, caro professor."

Abraham Lincoln, 1830

 Um texto do século XVI     RELATIVO AO ESTADO DOS PROFESSORES

Ratio Studiorum da Companhia de Jesus (1599).


“Nada deve ser mais importante nem mais desejável (…) do que preservar a boa disposição dos professores (…). É nisso que reside o maior segredo do bom funcionamento das escolas (…).”

 “Com amargura de espírito, os professores não poderão prestar um bom serviço, nem responder convenientemente às [suas] obrigações.”

 Recomenda-se a todos os professores um dia de repouso semanal: “A solicitude por parte dos superiores anima muito os súbditos e reconforta-os no trabalho.”

 “Quando um professor desempenha o seu ministério com zelo e diligência, não seja esse o pretexto para o sobrecarregar ainda mais e o manter por mais tempo naquele encargo. De outro modo os professores começarão a desempenhar os seus deveres com mais indiferença e negligência, para que não lhes suceda o mesmo.”

 Incentivar e valorizar a sua produção literária: porque “a honra eleva as artes.”

 “Em meses alternados, pelo menos, o reitor deverá chamar os professores (…) e perguntar-lhes-á, com benevolência, se lhes falta alguma coisa, se algo os impede de avançar nos estudos e outras coisas do género. Isto se aplique não só com todos os professores em geral, nas reuniões habituais, mas também com cada um em particular, a fim de que o reitor possa dar-lhes mais livremente sinais da sua benevolência, e eles próprios possam confessar as suas necessidades, com maior liberdade e confiança. Todas estas coisas concorrem grandemente para o amor e a união dos mestres com o seu superior. Além disso, o superior tem assim possibilidade de fazer com maior proveito algum reparo aos professores, se disso houver necessidade.”

 "I. 22. Para as letras, preparem-se professores de excelência

Para conservar (…) um bom nível de conhecimento de letras e de humanidades, e para assegurar como que uma escola de mestres, o provincial deverá garantir a existência de pelo menos dois ou três indivíduos que se distingam notoriamente em matéria de letras e de eloquência. Para que assim seja, alguns dos que revelarem maior aptidão ou inclinação para estes estudos serão designados pelo provincial para se dedicarem imediatamente àquelas matérias – desde que já possuam, nas restantes disciplinas, uma formação que se considere adequada. Com o seu trabalho e dedicação, poder-se-á manter e perpetuar como que uma espécie de viveiro para uma estirpe de bons professores.

 II. 20. Manter o entusiasmo dos professores

O reitor terá o cuidado de estimular o entusiasmo dos professores com diligência e com religiosa afeição. Evite que eles sejam demasiado sobrecarregados pelos trabalhos domésticos."

                
             
  
           





"Se um homem nasceu para escravo, a liberdade, sendo contrária à sua índole, será para ele uma tirania'.''
(Fernando Pessoa, O banqueiro anarquista)


"O castigo por não participares na política é acabares por ser governado por quem te é inferior". Platão


















 









  ensino secundário

ensino secundário
Subpáginas (1) Contacto